TRE-PE define ações para agilizar biometria

Reunião contou com a presença dos chefes de cartório dos municípios que farão a biometria obrigatória no Ciclo 2018/2020

TRE-PE define ações para agilizar biometria

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) promoveu na manhã desta terça-feira (18), na Sala de Sessões da sede, uma reunião com os 28 chefes de cartórios dos 45 municípios que farão a biometria obrigatória (alguns cartórios englobam mais de uma cidade) no ciclo 2018/2020. Os trabalhos de coleta das digitais dos eleitores começam em fevereiro próximo e vão até março de 2020.

A reunião em sua maior parte foi ministrada pelo servidor Eduardo Lucas, coordenador do grupo responsável pela biometria no TRE-PE, e consistiu principalmente em alinhar as ações para o início do novo ciclo, com apresentação dos processos, sistemas, estratégias de atendimento e treinamento de pessoal feitos e utilizados pelas Zonas Eleitorais durante o ciclo biométrico.

Também foi destacado que é importante a mobilização e colaboração dos cartórios com as prefeituras das cidades para a agilização e melhor atender aos eleitores. Outro ponto determinante é reforçar as ações de divulgação de que a biometria é obrigatória.

Foram também apresentadas as vivências e experiências de alguns servidores que participaram do último ciclo biométrico. Os servidores Mário de Medeiros e Marcone Soares, por exemplo, deram ênfase às boas práticas que devem ser tomadas durante o processo.

"É muito importante que o eleitor entenda a importância do recadastramento biométrico. E nós, da Justiça Eleitoral, precisamos contar com a parceria de líderes políticos, religiosos e comunitários de cada uma dos municípios envolvidos para que possamos agilizar e tornar todo o processo mais produtivo", diz o vice-presidente do TRE-PE, Stênio Neiva, desembargador que coordena os trabalhos da biometria em Pernambuco.

Para o novo ciclo, a previsão é que 1 milhão de eleitores tenham suas digitais cadastradas pelo TRE-PE, sendo eles dos 45 municípios que participarão dessa etapa: Abreu e Lima, Afrânio, Água Preta, Alagoinha, Angelim, Belém de Maria, Belo Jardim, Betânia, Bom Conselho, Brejinho, Cabrobó, Carnaubeira da Penha, Chã Grande, Condado, Cumaru, Dormentes, Feira Nova, Gravatá, Itapetim, Itaquitinga, Jaqueira, João Alfredo, Joaquim Nabuco, Lagoa Grande, Lagoa de Itaenga, Lagoa dos Gatos, Maraial, Oricuri, Orobó, Orocó, Panelas, Paudalho, Pedra, Primavera, Quipapá, Salgadinho, Santa Cruz, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, São Benedito do Sul, São João, Terezinha, Tupanatinga, Venturosa, Vertentes.

Atualmente, dos 6,5 milhões de eleitores pernambucanos, 4,7 milhões já se identificam antes de votar usando as digitais.

Nacionalmente, entre os estados com mais de 5 milhões de eleitores, Pernambuco figura em 3° lugar com 71,72% de seus eleitores já cadastrados biometricamente, abaixo apenas do Paraná (89,95%) e Ceará (77,98%). Em seguida estão Bahia e Pará, ambos na casa dos 66%, Santa Catarina com 63,83%, Rio Grande do Sul com 60,05%; São Paulo com 45,72%; Minas Gerais, com 30,68% e o Rio de Janeiro com 19,15%.

Últimas notícias postadas

Recentes

A tecnologia e seu riscos

Evento no TRE-PE deu continuidade às discussões levantadas em curso destinado a servidores que aconteceu nesta semana