Desembargador Edilson Nobre toma posse no TRE-PE

Novo integrante do Pleno assumiu nesta segunda-feira (8/4) e se disse honrado em servir à Justiça Eleitoral

Desembargador Edilson Nobre toma posse no TRE-PE
Fotos: Roberta Mariz

O desembargador federal Edilson Pereira Nobre Júnior tomou posse, na manhã desta segunda-feira (8/4), como membro da Corte do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE).

O magistrado ocupará o lugar deixado pelo seu colega desembargador federal Vladimir Carvalho, que, na semana passada, assumiu a Presidência do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5).

A cerimônia de posse foi rápida. Após ser conduzido pelos desembargadores eleitorais Erika de Barros Ferraz e Júlio Oliveira para o plenário, o novo membro da Corte fez o juramento de posse e logo depois recebeu o botton da Justiça Eleitoral das mãos do presidente do TRE-PE, desembargador Agenor Ferreira de Lima Filho. Coube ao presidente dar as boas vindas.

"Quero dar as boas vindas a vossa excelência, que assume agora um lugar neste seleto colegiado que tanto nos honra. Sua presença, certamente, contribuirá muito não apenas para a Justiça Eleitoral, mas também para todos os jurisdicionados de Pernambuco. Aqui o senhor terá calor humano e poderá contar com todos os magistrados e servidores", disse o desembargador Agenor Ferreira de Lima Filho, que também destacou a honra de ter integrado a Corte com o desembargador Vladimir Carvalho.

O desembargador Edilson Nobre agradeceu as palavras do presidente do TRE-PE e destacou: "Farei tudo para honrar as tradições desta Casa. Para mim, é uma honra e um prazer servir a este Tribunal. Também sinto uma grande responsabilidade de ocupar o lugar que era do desembargador Vladimir Carvalho", afirmou. O desembargador federal Élio Siqueira também esteve presente e prestigiou a posse do colega de TRF.

Edilson Nobre assume pela segunda vez o cargo na Justiça Eleitoral, pois já ocupou assento na Corte do TRE do Rio Grande do Norte entre 1997 e 1999. É graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1986) e fez mestrado (1999) e doutorado (2002) também em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Antes de iniciar sua carreira como juiz federal em 1992, também exerceu outras carreiras na área jurídica: promotor de justiça no MPRN (1988), juiz de direito no TJRN (1988-1991) e procurador da República no MPF (1991-1992). É professor de Direito da UFPE desde 2001. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Administrativo e Constitucional, atuando principalmente nas áreas do direito administrativo, desapropriação, direitos fundamentais, direito do estado, princípio da boa-fé e jurisdição constitucional.

Últimas notícias postadas

Recentes

Parceria pela biometria

TRE-PE e Correios combinam ações para aumentar a quantidade de eleitores “biometrizados” em algumas cidades de Pernambuco

Segurança das urnas eletrônicas

Utilizada pela primeira vez há quase 23 anos, dispositivo passa por diversos testes antes de ser usado no pleito. Sistemas empregados são fiscalizados por partidos e instituições da sociedade