TRE-PE estuda reforma em casarão histórico

Após apresentação realizada por servidor que se especializou no tema, presidente Frederico Neves destacou a importância cultural e histórica do imóvel

Após apresentação realizada por servidor que se especializou no tema, presidente Frederico Neves...

Na manhã da última sexta-feira (12/02), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), desembargador Frederico Neves, participou de uma apresentação realizada pelo servidor e historiador Bruno Vitorino Silva Aguiar sobre a importância histórica do casarão anexo à sede do TRE-PE. O imóvel, que fica na Praça do Entroncamento número 36 e pertence ao Tribunal desde 2009, também é conhecido como o "antigo casarão da família Tavares da Silva".

Atualmente, funcionam no casarão a Assessoria de Segurança (Asseg), a Secretaria Judiciária Remota de 1º Grau de Jurisdição e algumas comissões provisórias.

Na sua pesquisa de mestrado em História da Arte, Patrimônio e Cultura Visual na Universidade do Porto, Bruno Vitorino elaborou dissertação onde nomina o casarão de Solar do Manguinho.

Diante das informações recebidas pelo servidor, como detalhes históricos, culturais e arquitetônicos, o presidente do TRE-PE anunciou que estuda uma possível restauração do prédio.

O casarão possui uma riqueza histórica singular. Mais do que um prédio que guarda similaridades arquitetônicas com o Teatro de Santa Isabel, equipamento cultural construído em Recife (PE) nos anos1840, o enquadramento histórico do Solar do Manguinho e as circunstâncias de seu proprietário, o capitalista Herculano Alves da Silva, na cronologia levam o historiador Bruno Vitorino a afirmar que os prédios são obras de uma mesma pessoa, o engenheiro francês Louis Léger Vauthier.

As construções possuem elementos da vanguarda do classicismo da Escola Politécnica de Paris, local onde o engenheiro estudou.

O casarão é emblemático. Sua construção remonta à efervescência da década de 1840, período em que o Recife passava por profundas transformações urbanísticas desencadeadas pela agenda modernizadora do então presidente da província de Pernambuco, Francisco do Rego Barros, o futuro Conde da Boa Vista. Mais ainda, concretiza uma nova forma de habitar de um estrato da sociedade recifense diretamente relacionado com as transformações culturais promovidas pela abertura dos portos em 1808, a inserção do Brasil no novo cenário internacional e as pressões oriundas do aumento populacional e da expansão do tecido urbano.

Por muito tempo, o casarão foi o lar da família Tavares da Silva, e sua sofisticada estrutura era compreendida como uma forma de demonstrar status. O prédio histórico foi alugado pelo TRE-PE a partir de 2005 e em janeiro de 2009, o Tribunal decidiu pela compra.

Durante a apresentação da última sexta-feira, o servidor Bruno Vitorino discorreu sobre a importância da casa enquanto patrimônio edificado e enalteceu o valor histórico, arquitetônico e cultural dessa joia neoclassicista incrustada no espaço urbano recifense.

Apresentando as conclusões obtidas em sua investigação científica, promoveu uma nova percepção sobre essa arquitetura: a casa é uma sobrevivência que revela vestígios de uma outra temporalidade e marca a história de épocas passadas; espaço de memória, de identidade coletiva e prédio público adequado a um novo uso. “Entendemos que esta arquitetura pode ser uma das ferramentas para a desejada articulação entre a sociedade civil e a Justiça Eleitoral com vistas à inclusão social”, afirmou o servidor após apresentar propostas de reutilização do espaço.

Finalizada a apresentação, o presidente do TRE-PE se dirigiu ao casarão para verificar os ambientes. “Esta casa é um patrimônio que deve ser preservado. Quem passa por aqui precisa enxergar e perceber este prédio de valor histórico”, concluiu o presidente do TRE-PE, desembargador Frederico Neves.

icone mapa

Endereço:

Av. Governador Agamenon Magalhães, nº 1.160, Derby, Recife-PE - CEP 52010-904 - Brasil

Telefone:

(+55-81) 3194-9200

Horário de funcionamento:

Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Endereço eletrônico:

ouvidoria@tre-pe.jus.br

Acesso rápido