Procura por unidade que dará suporte aos cartórios supera expectativas

Sessenta e cinco das 122 Zonas Eleitorais de Pernambuco já aderiram ao projeto-piloto que vai tornar a Justiça Eleitoral mais ágil

Foto da fachada do prédio do TRE Pernambuco

Oito dias após a publicação da Portaria Conjunta nº 10/2020 que cria a Secretaria Judiciária Eleitoral Remota do 1º Grau de Jurisdição (SJR 1º Grau), a procura pela nova unidade vem superando as expectativas. Até a manhã desta terça-feira (23/06), das 122 Zonas Eleitorais de Pernambuco, 65 já haviam aderido. Destas, 10 são da capital.

Fruto de uma ação pioneira do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), a SJR 1º Grau funcionará em fase piloto até 31 de janeiro de 2021. Seu objetivo é atuar como um cartório único para todas as Zonas Eleitorais aderentes, desempenhando todas as atividades que possam ser executadas remotamente.(saiba mais aqui).

“A Secretaria Judiciária Remota de 1º grau é um marco na Justiça Eleitoral pernambucana, quiçá brasileira. Ela tem por finalidade auxiliar e agregar força de trabalho aos cartórios eleitorais, através de uma central localizada no Tribunal, possibilitando a distribuição de esforços e a agilização dos serviços”, diz o presidente do TRE-PE, desembargador Frederico Neves.

Com a nova unidade, a prestação de serviço da Justiça Eleitoral em Pernambuco se tornará mais ágil e produtiva. Na última quarta-feira (17/06), durante uma videoconferência com servidores de todas as Zonas Eleitorais, o presidente do TRE-PE, desembargador Frederico Neves, a juíza auxiliar da Presidência, Mariana Vargas, e o diretor-geral, Orson Lemos, apresentaram a SJR 1º Grau e tiraram dúvidas sobre seu funcionamento.

Os juízes eleitorais interessados em aderir ao projeto-piloto do TRE-PE têm um prazo de 10 dias, contados da publicação da Portaria Conjunta, para fazer o pedido, que deverá ser enviado à Presidência do TRE-PE, via Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Últimas notícias postadas

Recentes