Segundo dia do Fórum de Práticas de Governança e Gestão de Pessoas

A programação se estendeu pelo dia inteiro e abordou temas como a saúde no trabalho e a valorização do servidor público

A programação se estendeu pelo dia inteiro e abordou temas como a saúde no trabalho e a valoriza...

Na manhã da última sexta-feira (16) deu-se continuidade ao I Fórum de Prática de Governanças e Gestão de Pessoas no Hotel Nobile Suítes Executive, localizado na Av. Boa Viagem, 344, Pina.

O evento que reuniu servidores do judiciário de todo o Brasil, foi organizado pela Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) em parceria com o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT6) e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

A abertura do segundo dia do Fórum foi realizada pelo coordenador da Escola Judiciária Eleitoral (EJE) Eduardo Japiassú que desejou boas vindas a todos os presentes, ressaltando que executaria o ato fora do microfone por uma questão de acessibilidade, para que as pessoas que possuem deficiência visual pudessem identificar de onde ele estava falando. A ação foi recebida por uma salva de palmas calorosa.

Em seguida, o Secretário de Gestão de Pessoas do TRE-PE Antônio Nascimento agradeceu a presença dos servidores e destacou a importância dos estagiários nas instituições públicas dando ênfase aos do TRE-PE, tema abordado em um dos trabalhos de boas práticas apresentado no primeiro dia do Fórum. “Eu não podia dar continuidade hoje sem destacar o maior valor desse programa, os estagiários”, afirmou.

A primeira palestra da manhã com o tema “Governança e a Política Nacional de Gestão de Pessoas do Poder Judiciário” foi conduzida por Lilian Bertoldi Garcia, servidora do Conselho Nacional de Justiça, atuante no Tribunal Superior do Trabalho. Em seu discurso, a palestrante fez um momento de reflexão sobre a importância dos servidores compreenderem a sua missão no serviço público.

O evento contou ainda com a apresentação de dois trabalhos de boas práticas com as temáticas “Plantão/ Semana + Saúde”, apresentado pelo TJPE e “Espaços de Discussão dos Riscos Psicossociais Relacionadas ao Trabalho”, elaborado por servidores do TRE/PE.

TARDE

No turno da tarde a programação continuou com temas relacionados à saúde do servidor e à comunicação não violenta. Mais três palestrantes apresentaram propostas de reflexão e melhorias para o serviço público.  

O primeiro a falar foi o servidor da Justiça Federal de Alagoas, Augusto Camelo, que apresentou o Programa de Promoção à Saúde e Qualidade de Vida. A proposta do programa é promover a satisfação no ambiente de trabalho, para que dessa forma o servidor possa se desenvolver pessoal e profissionalmente. “O trabalho é um dos ambientes em que passamos mais tempo diariamente, então tudo o que vivemos lá influencia diretamente em todos os outros âmbitos da nossa vida”, argumenta Augusto. 

O programa iniciou a partir de uma inquietação com o absentismo (que pode ser entendido como a baixa participação), o sedentarismo, a desmotivação e outros fatores que impediam o desenvolvimento do servidor. “Pensamos em soluções que coubessem no nosso orçamento e aí tivemos a iniciativa de fundar o Centro de Convivência”, conta Augusto. O Centro existe num espaço cedido pela Justiça Federal e realiza projetos com servidores e com comunidades carentes. “Além de nos estimular a gostar do que fazemos, ainda levamos os valores da Justiça Federal para parte da população mais carente”, explica. Outros fatores como estrutura do trabalho e relações com colegas de profissão também são discutidas no programa. 

Logo depois a psicóloga e servidora do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Adriana Monteiro, apresentou o Grupo de Gerenciamento de Estresse, metodologia desenvolvida por ela para reduzir os níveis de ansiedade, depressão, autoestima e outros problemas relacionados ao estresse. Desde sua implantação o grupo já tratou mais de 700 pessoas, que segundo Adriana apresentam resultados positivos depois das avaliações. “Com esse acompanhamento os servidores tendem a ter um aumento na motivação, o que diminuiu o número de faltas e a ausência de estímulo no dia a dia de trabalho”, defende. Partindo do pressuposto de que uma pessoa bem tratada tende a tratar bem, Adriana também reconhece que cuidar do prestador de serviço público é uma das formas de prestar um serviço eficiente. “Queremos ajudar o servidor a se fortalecer. E vimos que há coisas grandes a serem feitas”, conclui. 

A palestra de encerramento foi conduzida pelo professor de Direitos Humanos, Marcelo Pelizzoli, que ensinou de forma lúdica como praticar uma comunicação amigável, respeitosa e que promova uma melhor convivência coletiva. A essência de sua apresentação é ensinar algo simples, mas valioso: ter a paciência de ouvir o próximo.

As expressões de satisfação e a chuva de aplausos deixaram claro que o evento foi um sucesso. Por meio do compartilhamento de experiências e da disposição e envolvimento coletivos, os ensinamentos deixados pelo Fórum serão levados aos quatro cantos do Poder Judiciário brasileiro.

icone mapa

Endereço:

Av. Governador Agamenon Magalhães, nº 1.160, Derby, Recife-PE - CEP 52010-904 - Brasil

Telefone:

(+55-81) 3194-9200

Horário de funcionamento:

Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Endereço eletrônico:

ouvidoria@tre-pe.jus.br

Acesso rápido