Um tributo à história

TRE-PE completa 89 anos e, para celebrar, enaltece a importância histórica de um de seus prédios, o casarão do Entroncamento, agora batizado de Solar do Manguinho

TRE- nominação do Solar do Manguinho

No dia em que completou 89 anos, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) resgatou a história de uma das mais belas edificações do Recife: o antigo solar que fica na Praça do Entroncamento, 36.

Pertencente ao Tribunal desde 2009, o prédio foi batizado de Solar do Manguinho. Também recebeu uma iluminação especial que certamente chamará atenção de todos.

A solenidade de nominação aconteceu nesta segunda-feira (2-8), dia em que a Justiça Eleitoral em Pernambuco fez aniversário.

O nome Solar do Manguinho é uma referência ao Sítio do Manguinho, como era chamado o local onde foi construída a casa, estima-se que entre 1841 e 1844.

O casarão possui uma riqueza histórica singular. Mais do que um prédio que guarda similaridades arquitetônicas com o Teatro de Santa Isabel, equipamento cultural construído em Recife nos anos 1840, o enquadramento histórico do Solar do Manguinho e as circunstâncias de seu então proprietário, o capitalista Herculano Alves da Silva, na cronologia levam o historiador Bruno Vitorino Silva Aguiar a afirmar que os prédios são obras de uma mesma pessoa, o engenheiro francês Louis Léger Vauthier.

Bruno Vitorino é servidor do TRE-PE e autor de uma pesquisa de mestrado em História da Arte, Patrimônio e Cultura Visual na Universidade do Porto sobre o imóvel.  Foi na dissertação que Bruno Vitorino, a partir de fontes documentais inéditas, nominou esse prédio histórico Solar do Manguinho.

Após vários estudos, apresentações e lives que o servidor promoveu detalhando a história de uma edificação tão importante, a Mesa Diretora do TRE - formada pelos desembargadores Carlos Moraes (presidente) e Frederico Neves (vice-presidente e corregedor) - resolveu batizar oficialmente o casarão de Solar do Manguinho.

A solenidade desta segunda-feira contou com a presença dos desembargadores Carlos Moraes, Humberto Vasconcelos Filho, Évio Marques da Silva, Eurico de Barros Correia Filho, este último representando o presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira.

Membros da Corte Eleitoral, os desembargadores e desembargadoras Carlos Gil Filho, Iasmina Rocha, Rodrigo Cahu Beltrão, Leonardo Maia e a juíza-auxiliar da Corregedoria Regional Eleitoral, Paula Malta, também marcaram presença. Todos os secretários do Tribunal prestigiaram o evento.

"Hoje é uma dia de alegria porque o TRE de Pernambuco reafirma sua identidade. Ninguém tem uma identidade definida se não souber sua origem, seu passado. Quem não tem história não sabe para onde ir. Nós sabemos nossa história e, portanto, podemos planejar nosso futuro", disse o presidente do TRE-PE, desembargador Carlos Moraes.

Últimas notícias postadas

Recentes