Sobre os cuidados contra a covid-19 pós-vacinação. O que deve ser feito?

Médico do TRE-PE, Dr. Alfredo Leite dá orientações sobre os cuidados nesta nova fase da pandemia

Covid-19 - Coronavírus

A vacinação contra a covid-19 estará acontecendo ao longo de todo o ano de 2021, ocorrendo por etapas e atendendo prioritariamente os grupos de risco por faixa etária e contato próximo com a doença. No entanto, é preciso relembrar o alerta à população; cuidados e medidas de segurança contra o vírus ainda precisam ser mantidos, mesmo pós-vacinação.

Segundo dados do Governo de Pernambuco, no estado, até esta segunda (08 de março), 523.141 vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas. São 381.061 pessoas vacinadas com a primeira dose, incluindo 170.021 dos trabalhadores de saúde. A taxa de ocupação de leitos atualmente, após nove meses é de 95% na UTIs, mesmo com o aumento de 52% no número de vagas. Ao todo, são 1.085 pacientes em estado grave.

Tudo isso é um reforço para que a missão dos cuidados e medidas de prevenção siga firme e forte.  Com este intuito, o médico do TRE-PE, Dr. Alfredo Leite, responde dúvidas sobre os cuidados pós-vacinação.

Quais são os cuidados que os grupos vacinados ainda precisam manter mesmo após ter recebido as doses completas da vacina?

Enquanto não se alcançar a chamada "imunidade de rebanho", ou seja, enquanto pelo menos 70% da população ainda não estiverem imunizados, todos (vacinados ou não) precisaremos manter as medidas básicas, mas eficazes, de distanciamento social e uso de máscaras. O risco de reinfecção não é grande nos primeiros 6 meses após a doença inicial, mas é concreto e tende a ser crescente com o surgimento das novas variantes do vírus.

A quantidade de pessoas vacinadas, na capital e no estado, já é o suficiente para que haja um afrouxamento em medidas de segurança?

A quantidade de vacinados para COVID-19 até esta data em Pernambuco (09/03/2021) não chega a 5% da população do Estado. Estamos, infelizmente, muito longe de alcançarmos a imunidade de rebanho. Tendo em vista o aumento recente do número de novos casos da doença, as medidas de distanciamento social e o uso de máscaras precisam ser, na verdade, intensificadas neste momento.

Em quais situações cotidianas se faz importante o uso de máscaras e outras medidas de segurança? Quais são elas?

As máscaras devem ser usadas em todos os ambientes fechados e abertos onde haja aproximação (a menos de 1,80 metro) entre pessoas que não compartilham o mesmo domicílio. As pessoas devem manter esse mesmo distanciamento físico (1,80 metro) sempre que possível. Embora a transmissão por contato respiratório seja a mais importante, devem também ser praticadas as precauções de contato e o uso de álcool gel ou líquido a 70%.

Como médico, quais são as suas principais indicações de fontes de informação quanto a medidas de prevenção, sintomas e os atuais procedimentos clínicos envolvendo a Covid-19?

Recomendo a consulta aos endereços de internet da Organização Mundial de Saúde, do Center for Disease Control (CDC) americano, da Sociedade Brasileira de Infectologia e da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.

Últimas notícias postadas

Recentes