Realizada aula inaugural da V turma da pós-graduação em Direito Eleitoral

As aulas serão ministradas quinzenalmente, às sextas à noite e sábado pela manhã e tarde

As aulas serão ministradas quinzenalmente, às sextas à noite e sábado pela manhã e tarde

Na última sexta-feira (07), a Escola Judiciária Eleitoral de Pernambuco (EJE/PE), em parceria com a Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA/PE), promoveu a aula inaugural da V turma da pós-graduação em Direito Eleitoral, curso que já se insere no rol das principais opções de especializações de Pernambuco. 

O curso, que objetiva desenvolver debates e estimular a reflexão, além de evidenciar assuntos atuais acerca das temáticas fundamentais sobre o Direito Eleitoral, terá início, efetivamente, com a primeira semana de aula formal, que ocorrerá nos dias 13 e 14 de março.

Estiveram presentes no evento o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), desembargador Frederico Neves, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), dr. Carlos Neves, o diretor da Escola Judiciária Eleitoral de Pernambuco (EJE/PE), desembargador eleitoral Ruy Trezena Patu, o diretor da ESA/PE, dr. Mario Bandeira Neto, o secretário-geral da ESA/PE, dr. Marcelo Cumaru, e o coordenador acadêmico do curso, dr. Roberto Pinheiro Campos Gouveia Filho.

A aula de abertura, proferida pelo dr. Carlos Neves, trouxe o tema: Direito Eleitoral e Democracia - uma visão geral, e tratou sobre a relevância do direito eleitoral, enquanto protetor do sistema democrático do país.

Para o desembargador Frederico Neves, a formação lato sensu, com tamanha qualidade, é de extrema importância para qualquer jurista e para aqueles que pretendem entender mais sobre o sistema eleitoral pátrio, sendo uma eficaz ferramenta para o aperfeiçoamento daqueles que pretendem assegurar o desenvolvimento da democracia do estado de Pernambuco e do país.

Há menos de um mês à frente da EJE, seu novo diretor, desembargador Ruy Patu, disse que o objetivo é aproximar cada vez mais a Justiça Eleitoral da sociedade. "A Escola pretende não só manter essa importante conquista para o mundo acadêmico, como também implementar novos convênios e cursos nas demais zonas eleitorais do Estado, visando à regularidade do pleito eleitoral deste ano e à capacitação de magistrados, servidores, advogados e até candidatos. Para tanto, é indispensável o apoio das Escolas Judiciais da OAB-PE, da ALEPE e do TJPE".

Últimas notícias postadas

Recentes